Trabalho não termina após a entrega das declarações do IRPF

 In Notícias Selecionadas

Businessmen climbing upQuem pensa que o sufoco para o Contabilista encerrou-se no último dia 29 ao terminar o prazo de entrega das declarações do Imposto de Renda, está enganado. Agora é o momento em que os profissionais da Contabilidade precisam estar atentos para as possíveis pendências que podem ser detectadas pela Receita Federal.

Neste caso, o trabalho exercido pelo Contabilista consiste emanalisar e acompanhar as declarações de todos os seus clientes, não apenas aqueles que têm direito à devolução de parte do imposto pago. Este é um serviço pós entrega do IR.

Atualmente, a Receita Federal disponibiliza na internet o extrato da declaração de Imposto de Renda, o que permite aos Contabilistas e contribuintes acompanharem de forma detalhada como seus documentos ou de seus clientes estão sendo processados. Para consultar o extrato é preciso se cadastrar no portal e-CAC (Centro Virtual de Atendimento ao Contribuinte) e ter um código de acesso.

Desta forma, é possível identificar mais rápido eventuais pontos de divergência na entrega da declaração e, assim, fazer as respectivas correções antes de cair na malha fina. No entanto, o contribuinte deve ficar atento porque a Receita Federal tem até cinco anos para encontrar erros e notificá-los. Neste caso, o acompanhamento é fundamental para corrigir as inconsistências e impedir consequentemente uma multa do fisco. Para corrigir as informações é preciso enviar uma declaração retificadora, por isso a ajuda de um profissional especializado é essencial, para evitar possíveis problemas com a Receita.

Este trabalho oferecido pelo Contabilista é a garantia de um processo mais seguro, além de manter o controle total sobre as declarações, informando o contribuinte referente ao imposto a ser restituído e possíveis notificações da declaração caírem na malha fina. O papel do Profissional da Contabilidade é transmitir segurança e tranquilidade, ademais, demonstrar total preocupação com os clientes.

 

Fonte: Sindcont-SP – Por Jair Gomes de Araújo, Presidente do Sindicato dos Contabilistas de São Paulo

Start typing and press Enter to search