Secretaria reforça convite para adesão de estados à Rede Gov.Br

 In Artigos, Notícias Selecionadas

Chamado foi feito durante evento que reuniu secretários responsáveis pela transformação digital

A Secretaria de Governo Digital do Ministério da Economia ((SGD/ME)  reforçou junto a secretários e gestores de planejamento e gestão estaduais os benefícios que a adesão à Rede Nacional de Governo Digital (Rede Gov.br) trazem para seus estados. O reforço ao convite para a participação no programa ocorreu na segunda-feira (3/2), durante debate promovido pelo Banco Mundial, em Brasília.

Coordenado pelo governo federal, o objetivo da Rede Gov.br é integrar o fluxo de informações entre a União e as unidades da federação, além de compartilhar ferramentas e soluções tecnológicas, reduzindo a burocracia e ampliando a oferta de serviços por meios digitais

Os estados do Rio Grande do Sul, Rio de Janeiro, Roraima, Amapá, Paraná, Minas Gerais, Goiás e Santa Catarina, além do Distrito Federal, já aderiram à iniciativa. Durante o evento, o secretário de Governo Digital, Luis Felipe Monteiro, ressaltou que a adesão é gratuita e unilateral, bastando que o governador manifeste o interesse, assinando o acordo. “ Queremos que os estados demonstrem que isso é prioridade para eles. Nós fazemos um trabalho de ir aos locais e conversar com as autoridades para que as equipes entendam que isso é necessário e transformador”, afirmou.

Login único e integração

A simplificação do acesso aos serviços públicos é hoje uma das bandeiras da transformação digital implementada pelo Ministério da Economia. Porém, na contramão disso, foram criados no Brasil, ao longo dos anos, cerca de 1,5 mil sites somente no governo federal. O excesso de endereços eletrônicos, segundo Luis Felipe Monteiro, acaba confundindo o cidadão na busca por serviços públicos digitais.

O login único da plataforma gov.br, que atualmente conta com cerca de 45 milhões de usuários, é parte do esforço da Secretaria de Governo Digital para unificar os canais de atendimento ao cidadão, tornando o acesso mais rápido e fácil. A plataforma já possui integração com dados estaduais, como serviços de trânsito do Rio Grande do Sul, Paraná, Alagoas e Minas Gerais, por exemplo. “Quanto mais frequente for a transação para o cidadão com um canal padronizado, mais fácil será para ele aprender o caminho. Ou seja, cada vez que ele repete uma transação em um mesmo procedimento, mais fácil ele abandona o governo presencial”, lembrou o secretário.

Os detalhes do termo de adesão à Rede Gov.Br estão publicados na Portaria nº 23/2019.

Por Ministério da Economia  

Start typing and press Enter to search